Tecnologia

Android ou iOS: qual sistema escolher?

Conheça as diferenças entre os dois principais sistemas operacionais de smartphone do mundo

A escolha de um novo smartphone não é simples. Ao comprar o melhor celular para você, é preciso pensar quais características melhor se encaixam na sua forma de uso do aparelho. Por exemplo, se você tem costume de tirar muitas fotos, precisa ficar atento à qualidade da câmera.

O mesmo cuidado vale para o sistema operacional do smartphone. Atualmente, os dois de maior destaque no mercado são os aparelhos Android e iOS. Mas entre eles, qual escolher? No texto abaixo, conheça melhor as características de cada um e saiba o que você precisa considerar para encontrar o modelo ideal para suas necessidades.

Disponibilidade

Uma das principais diferenças entre os sistemas é a sua disponibilidade. O Android, desenvolvido pelo Google, não é exclusivo de uma única marca e está presente em várias das principais fabricantes do ramo, como Samsung, Huawei, Asus e LG. Isso dá diversas opções de compra para o consumidor.

O mesmo não acontece com o iOS. Ele foi criado pela Apple e funciona apenas nos dispositivos criados pela empresa, como a linha iPhone.

Funções comuns

Os dois sistemas contam com as principais funções disponíveis para os celulares atualmente. É raro encontrar recursos que um tenha e o outro não, mesmo que existam pequenas diferenças entre eles.

Por exemplo, o modo escuro, que facilita a visualização de conteúdo em ambientes de pouca luz ou à noite, está presente em ambos. Cada um deles também tem a sua própria assistente virtual: o iOS tem a Siri e o Android, o Google Assistente. Eles também têm aplicativos específicos e próprios de música, mapas e galeria de fotos.

Outro ponto em comum são as lojas de apps. As lojas virtuais de ambos são completas e trazem todos os aplicativos essenciais para o smartphone funcionar. O Google Play Store até supera a App Store na quantidade de programas disponíveis, mas as duas são capazes de satisfazer os seus clientes.

Funções diferenciadas

No entanto, também há funções que são específicas de cada um. O iOS tem vantagem em ter continuidade e integração com outros dispositivos da Apple. Por exemplo, isso facilita a utilização dos wearables da empresa, como o Apple Watch, e também é possível copiar e colar do iPhone para o MacBook.

Esse sistema ainda tem a possibilidade de gravar a tela de forma nativa, algo inexistente no Android. Na plataforma da Apple, também ganharam notoriedade os Animojis, figurinhas divertidas e personalizáveis.

Em contrapartida, a liberdade presente no Android dá aos seus smartphones outras vantagens. Uma delas é a possibilidade de espelhar o smartphone em qualquer tela – algo que os aparelhos da Apple só conseguem se ela for compatível com o AirPlay. Os celulares Android também são capazes de transmitir arquivos via Bluetooth para qualquer dispositivo.

O fato de o Android ter código aberto possibilita que ele tenha centenas de funções distintas, capazes de atender necessidades específicas dos usuários. Com isso, as fabricantes têm o poder de trazer novas ferramentas para os seus aparelhos.

Segurança e privacidade

A segurança é uma prioridade para ambos os sistemas operacionais. Tanto no Google Play Store quanto na App Store, as fabricantes sempre verificam se há a presença de funções ou recursos potencialmente maliciosos. Isso garante a segurança dos dois sistemas.

No quesito privacidade, também não existem muitas diferenças entre os sistemas. O iOS conta com um reconhecimento facial mais aprimorado, por meio do Face ID. Já o Android tem outros recursos igualmente seguros, como leitura de íris e compatibilidade com leitor de impressão digital.

Interface e usabilidade

Esse é um ponto que o Android tem muita força, graças a possibilidade de customização total dos seus aparelhos. Você pode alterar os menus, a tela inicial, adicionar widgets ou atalhos e modificar todo o tema do aparelho, baixando novos launchers. Cada fabricante pode determinar o seu próprio layout, o que acaba sendo um atrativo diferente.

Por outro lado, as restrições do iOS permitem que se altere apenas a imagem de fundo da tela de bloqueio e inicial, além de alterar os atalhos da barra de ferramentas inferior. Também é possível adicionar widgets no menu lateral direito. Mas é só: todo o resto é bloqueado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *